Propaganda do bem

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedIn

Qual o papel da propaganda? Muitos veem a propaganda como uma ferramenta para vender produtos e serviços, e realmente ela cumpre esse papel de maneira correta, quando bem executada. Mas, será que é só isso? É inegável sua influência na cultura popular, seus hábitos e atitudes. “A propaganda não cria desejos, mas intensifica coisas boas ou ruins que estão dentro de nós.” A afirmação é do australiano Ken O’Donnell, diretor da Brahma Kumaris para a América Latina, uma ONG internacional que integra o Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, e já recebeu sete prêmios de Mensageiro da Paz da ONU.

Se a propaganda é capaz de intensificar coisas boas e ruins dentro das pessoas, tanto as agências quanto os clientes e anunciantes precisam estar alertas às mensagens que estão passando e das consequências que elas podem ter. É muito mais que pensar simplesmente no resultado em vendas, ou no que a campanha vai contribuir para imagem da marca, é pensar que essa mensagem terá o poder de influenciar pessoas, ou pelo menos, poderá fazê-las refletir. É a propaganda sendo um agente de provocação para uma mudança real na sociedade.

Influenciar uma mudança de atitude é mais que se preocupar apenas em criar peças éticas. É contribuir para uma maior conscientização em relação a várias questões sociais como diversidade cultural e racial, política, comportamento, solidariedade, paz, meio ambiente, etc. Ninguém é ingênuo em pensar que uma ação isolada será capaz de fazer com que a mudança aconteça, mas com certeza uma grande mudança se faz com pequenas ações.

Nesse contexto, as campanhas institucionais tornaram-se uma oportunidade para que as empresas façam a sua parte. Contribuir para um mundo melhor é aproveitar cada oportunidade, seja com programas sociais, sustentabilidade e até mesmo, utilizando a comunicação corporativa para questionar, refletir e estimular. Não podemos, é claro, esquecer da questão da pertinência, afinal não há nenhum sentido de uma empresa promover uma mensagem que não esteja ligada à sua essência.

É o exemplo do Colégio Medianeira, uma instituição que faz parte da Rede Jesuíta de Educação que possui programas sociais em diversas parte do mundo. Em um trabalho que iniciou há quatro anos, em parceria com a Casal Design Lovers, tem se utilizado da sua comunicação institucional para fazer as pessoas refletirem sob o posicionamento de “porque outro mundo é possível”.

E no ano em que o Colégio completa 60 anos da sua fundação em Curitiba, a mensagem que criamos para comunicação busca fazer uma provocação – “Vai lá e faz!” – pois a mudança depende da cada um, Carlos Alberto Jahn, Diretor Geral do Medianeira, salienta que por meio da Campanha Institucional o Colégio dialoga com o ideal jesuíta de pensar a educação de uma maneira democrática e pautada pela justiça social. “Para ser fiel a essa cosmovisão, a Rede Jesuíta de Educação (RJE) defende uma proposta pedagógica que forme pessoas que façam, atuem, sejam, promovam um mundo melhor e menos desigual”, avalia.

 

FICHA TÉCNICA

Criação – Luciano Cruz e Maria Fernanda Daldon

Planejamento – Andrea Pacheco

Produção – Estúdio 42

Aprovação – Vinícius Soares Pinto e Carlos Alberto Jahn

Veja o filme da campanha

casal_video_medianeira

front_light_60anos_vai_la_faz3-2 front_light_60anos_vai_la_faz3-1 an_60anos_21x28cm_vai_la_faz-6 an_60anos_21x28cm_vai_la_faz-5 an_60anos_21x28cm_vai_la_faz-4

 

1 Comentário

  1. Gostei muito do que li aqui no seu site.Estou estudando o assunto,Mas quero agradecer por que seu texto foi muito valido. Obrigado 🙂

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

*