Categoria: propaganda e publicidade

Propaganda do bem

Qual o papel da propaganda? Muitos veem a propaganda como uma ferramenta para vender produtos e serviços, e realmente ela cumpre esse papel de maneira correta, quando bem executada. Mas, será que é só isso? É inegável sua influência na cultura popular, seus hábitos e atitudes. “A propaganda não cria desejos, mas intensifica coisas boas ou ruins que estão dentro de nós.” A afirmação é do australiano Ken O’Donnell, diretor da Brahma Kumaris para a América Latina, uma ONG internacional que integra o Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, e já recebeu sete prêmios de Mensageiro da Paz da ONU.

Se a propaganda é capaz de intensificar coisas boas e ruins dentro das pessoas, tanto as agências quanto os clientes e anunciantes precisam estar alertas Leia mais

Economia Criativa, um conceito novo para um mundo novo

economia_criativa_casalNunca se viu na história do ser humano a Terra girar com tamanha velocidade. O ritmo desse admirável mundo novo cria conceitos para atender às necessidades, há um reposicionamento do papel da cultura na estratégia socioeconômica e mesmo à revisão da estrutura econômica, incluindo novos modelos de negócios. Leia mais

Uma estratégia construída em parceria

um relação duradoura entre cliente e agência

A história da Casal Design Lovers é principalmente uma história de parceria com os clientes. Cada parceria é única, mas o primeiro a apostar em uma ideia original e apaixonada como a nossa tem um valor ainda mais especial. Como a que aconteceu com o Colégio Medianeira. Com quase 60 anos de história, a instituição foi o primeiro cliente oficial da agência. Leia mais

R.I.P Propaganda

rip_propaganda_Casal

“Aqui jaz a melhor maneira de divulgar um produto”. Será que é essa a frase perfeita para escrever numa suposta lápide para a propaganda? Antes de realizar a funeral, porém, que tal se perguntar se – de fato – ela morreu. Se a resposta for genérica, sim, a propaganda como conhecemos não está mais entre nós. Hoje é preciso um olhar 360° para expandir uma ideia. Uma visão periférica e estratégica. Ou seja, a propaganda morreu, sim, para quem tem medo das novas formas de comunicação. Para quem encerra o olhar em conceitos obsoletos.
Leia mais